Na minha opinião, o verão é a estação mais esperada do ano, inclusive para a Terceira Idade. É possível desfrutar de mais tempo ao ar livre, ir à praia, à piscina, usar roupas leves e hidratar com sucos de frutas e chás bem gelados. Mais que isso, é uma estação alegre, em que as pessoas parecem estar mais de bem com a vida. No entanto, as temperaturas mais altas da estação exigem cuidado redobrado com a saúde do idoso.

A exposição ao sol, não apenas do pessoal da Terceira Idade, é importante para a reposição de vitamina D, responsável pela absorção do cálcio. No entanto, são necessárias cautela e atenção para evitar problemas. Deve-se tomar sol entre 8 e 10h da manhã, não ultrapassando 15 minutos.

A temperatura regular do organismo gira em torno de 36oC e quando ultrapassa isso, o corpo começa a suar para dissipar o calor excessivo. Mas, com o avanço da idade, o corpo pode diminuir esta capacidade de adaptação. Há também algumas medicações que podem reduzir a habilidade do corpo de responder ao calor.

Cuidado com as doenças relacionadas ao calor na Terceira Idade

Caso um idoso fique muito tempo exposto ao sol ou a altas temperaturas e ainda não beber líquidos em quantidade suficiente, pode haver uma hipertermia, que é quando a temperatura corporal ultrapassa os 37,4oC. Os principais sintomas de são dores abdominais, câimbras, vômito, dor de cabeça, tontura, fraqueza, excesso ou falta de suor, sintomas neurológicos como irritabilidade, alucinações, delírios, convulsões e coma.

Outro fator que requer cuidados para as pessoas da Terceira Idade são as doenças pré-existentes que também podem agravar um quadro instalado de hipertermia, como insuficiência cardíaca, diabetes, enfisema, asma, demências ou comprometimentos da cognição. Além disso, há algumas medicações, como diuréticos, que também podem causar desidratação.

Em caso de suspeitas de algum problema relacionado ao calor, como hipertermia, insolação ou choque, deve-se mover a pessoa para um lugar fresco, se possível, com ar-condicionado, deitá-la, remover roupas apertadas e desconfortáveis, oferecer água se esta estiver consciente e procurar ajuda médica o mais rápido possível.

Outras dicas fundamentais para pessoas da Terceira Idade aproveitarem melhor o verão

• Usar sempre filtro solar e não ultrapassar o tempo recomendado de exposição ao sol.
• Comer várias vezes ao dia, alimentos frescos e que tenha uma digestão mais fácil.
• Sempre, ingerir líquidos, dê preferência a água, água saborizada, sucos e chás gelados, entre 6 a 8 copos diários.
• Dê preferência a roupas e calçados leves e de cor clara.
• Sempre que possível, esteja em lugares frescos e com sombra.
• Use filtro solar, chapéu ou boné ao sair ao sol.
• Evite bebidas gasosas, refrigerantes e álcool, pois estes favorecem a desidratação.
• Em casos de cansaço, náuseas, tonturas ou dores de cabeça, saia imediatamente do sol, procure abrigo em um local arejado e beba bastante água.

Seguindo estas dicas básicas, o verão será recheado de boas lembranças. Lembre-se de, em caso de dúvidas, consultar seu nutricionista de confiança. Aproveite seus melhores dias e seja cada vez mais feliz.