“Terceira Idade: verão chegando exige cuidado redobrado com a saúde do idoso”  foi o título do post anterior e, ali, disse que o verão é, para mim, a estação mais esperada do ano. Seus dias mais longos e as temperaturas mais altas causam um aumento na disposição, além de serem um delicioso convite para estar ao ar livre e nada melhor que aproveitar este tempo para se exercitar. Para desmistificar a ideia de que somente os mais novos devem mexer o corpo, separei oito exercícios ideais para a terceira idade realizar no verão. Não espere mais e comece hoje mesmo. Os benefícios são inúmeros. Confira:

  • Caminhada 

Talvez seja o mais prático e acessível de todos os exercícios. Seus principais benefícios são o aumento da disposição, diminuição da fadiga e da sonolência fora de hora, fortalecimento ósseo, cardiovascular e muscular. Além disso, há uma melhora considerável na respiração e coordenação motora.

  • Natação

Promove um melhor alongamento e fortalecimento dos músculos, ossos e articulações. Também ajuda a prevenir lesões e alivia as dores causadas por artrites, evita a perda óssea e diminui o risco do aparecimento de doenças como diabetes e hipertensão.

  • Yoga 

Leve, revigorante e de baixo impacto, desenvolve o equilíbrio, trabalha a postura, melhora a respiração, promove a tranquilidade e aumento da concentração.

  • Alongamento

Melhora a flexibilidade, a circulação sanguínea e aumenta a amplitude dos movimentos. Ajuda a diminuir a rigidez das articulações e músculos e evita lesões.

  • Dança

Faz bem tanto para a saúde física e mental. Melhora autoestima, o convívio social e o humor. Também melhor a qualidade do sono e combate a depressão.

  • Hidroginástica

A principal vantagem é que esta modalidade, assim como a natação, mobiliza todos os músculos do corpo. Além disso, o contato com a água promove o relaxamento, alívio de dores e desenvolve a resistência e a força.

  • Pilates 

Assim como a Yoga, trabalha o corpo e a mente, além de aumentar o equilíbrio, fortalecer os músculos, melhorar a resistência cardiorrespiratória e ameniza as dores articulares.

  • Jardinagem 

Mais que um hobby, esta atividade é realizada ao ar livre e ajuda no condicionamento físico. Plantar flores e hortaliças também promove a autoestima, já que é possível ver os frutos do trabalho.

O que pessoas da terceira idade devem comer antes, durante e depois dos exercícios?

De nada vale se exercitar, se a alimentação não é feita de maneira correta. Não somente os idosos, mas todos que pretendem se exercitar, antes de praticar os exercícios, devem comer frutas desidratadas, como damasco, ameixa e tâmaras e, se possível, uma fatia de pão integral, para dar energia.

Além disso, especialmente no verão, dê preferência às refeições leves e balanceadas, com pouca gordura, carboidratos complexos, grãos integrais, muitas verduras e legumes. Outra boa pedida é comer frutas e beber sucos, de preferência sem açúcar. Outro ponto importante é que, sobretudo o pessoal da Terceira Idade, deve beber bastante água e chás, mesmo sem sentirem sede.

Durante os exercícios, deve-se beber pequenos goles de água a cada 20 minutos. Ao fim das atividades, deve-se comer frutas, de preferência in natura, frescas ou o suco delas. Também deve-se ingerir alimentos fontes de proteínas, como leite, iogurtes e queijos magros. Boas opções são vitamina de banana com leite desnatado, iogurte desnatado com frutas ou coalhada com mel.

Com esta lista em mãos, escolha a modalidade ou as modalidades preferidas ou que tal se desafiar e fazer uma atividade nova? A saúde física e mental, principalmente do pessoal da Terceira Idade, agradecerá muito. Além disso, o ideal é que tanto os idosos quanto os mais novos devem se exercitar por, pelo menos, meia hora todos os dias e consultar um nutricionista de confiança. Seja cada vez mais feliz. Até o próximo post!