A memória dos idosos pode ser progressivamente perdida ao longo da vida. É algo normal. Afinal estamos falando de um cérebro que já trabalhou muito. Um motor meio danificado pode ser retificado e voltar a funcionar. O mesmo acontece com o cérebro. Assim, há truques e alimentos que turbinam o funcionamento cerebral e ajudam os idosos a voltarem a ter uma certa capacidade de memória.

Preparei uma lista dos principais nutrientes que melhoram o funcionamento a do cérebro na terceira idade, suas principais ações e suas fontes. As recomendações também são válidas para estudantes e profissionais que exigem muito de sua capacidade intelectual. Como sempre, a saúde começa no prato.

Zinco ajuda a memória dos idosos
Neutraliza a ação de radicais livres, que danificam os neurônios. Com isso, ajuda a prevenir o mal de Alzheimer. Boas fontes são a semente de linhaça, grão-de-bico, feijão e castanha-do-Pará.

Ômega 3: bom amigo
É um dos componentes da membrana celular dos neurônios e fundamental para a cognição. Com membranas malformadas, o funcionamento do cérebro fica prejudicado. Boas fontes são os peixes de água fria como salmão, sardinha e atum, semente ou óleo de linhaça, chia e couve-flor.

Magnésio pode turbinar também a memória dos idosos
O Magnésio está diretamente ligado a mais de 350 reações enzimáticas no organismo, inclusive ao pleno funcionamento do cérebro. Você pode encontrá-lo em peixes, semente de abóbora, castanha-do-Pará, nozes, amendoim, feijão, lentilha, grão-de-bico, aveia, chocolate rico em cacau e vegetais de folhas verdes escuras, como brócolis e couve.

Fósforo
Assim como o ômega 3, participa da constituição da membrana celular e tem papel fundamental no correto funcionamento do nosso cérebro. Excelentes fontes são as frutas, como ameixa, abacate, amora, banana, damasco, figo, goiaba, laranja, castanhas de caju e Pará, quinoa, sementes de abóbora e girassol.

Selênio
Ajuda o organismo a funcionar a todo vapor e é essencial para proteger os neurônios contra doenças degenerativas como o Alzheimer. As principais fontes são castanha-do-Pará, farinha de trigo, arroz, ovo, queijo e feijão.

A Vitamina B1 é amiga da memória dos idosos
A principal fonte de energia cerebral é a glicose. A vitamina B1 participa diretamente do metabolismo da glicose. Sem energia, o cérebro não funciona. Principais fontes são os cereais integrais, como arroz e trigo, leguminosas, como lentilha, feijão e grão-de-bico e carnes.

Vitamina B6 é outra parceira da memória dos idosos
Atua no metabolismo da homocisteína, uma substância que, em excesso no sangue prejudica o cérebro e aumenta os riscos de desenvolvimento do Alzheimer. São ricas fontes de vitamina B6 alimentos como semente de girassol, banana, abacate, melancia, bacalhau, atum, anchova, bife de fígado, frango, ervilha, espinafre, inhame, nozes, avelã e alho.

Colina
Facilita a comunicação entre os neurônios e colabora na formação de membranas celulares. Também serve como fonte de energia para o cérebro quando participa da construção de novas células cerebrais e na reparação das que foram lesionadas. Boas fontes são gema de ovo, arroz, centeio, gérmen de trigo, feijão, soja e peixes.

Fisetina colabora para a memória dos idosos de longo prazo
Estimula a formação de conexões neuronais novas. Induz a diferenciação ou amadurecimento das células do sistema nervoso que potencializam a formação de memória de longo prazo. As principais fontes são as frutas, como morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã. É encontrada também no espinafre e na cebola.

Truques que ajudam os idosos a recuperarem a memória

Além da alimentação, combater o sedentarismo com atividade física leve e moderada, como já disse no post Terceira idade e verão: confira os exercícios ideais para os idosos também contribui para uma melhora do desempenho cerebral.

Outra dica são jogos e atividades que estimulam o cérebro, como jogo da memória, sudoku, xadrez, dama, palavras cruzadas, além de trabalhos manuais como tricô, crochê e jardinagem.

Confira duas receitas fáceis de vitaminas para turbinar a memória dos idosos
Além de fáceis de fazer e saborosas, são uma boa pedida para serem consumidas antes ou depois dos exercícios físicos, como já disse no post anterior.

Vitamina de morango com aveia

Ingredientes
3 morangos, se possível orgânicos, pois não contêm agrotóxicos
1/2 copo de água fria ou gelada
1 copo de leite desnatado
2 colheres de sopa de mel ou a quantidade de adoçante a gosto, em caso de diabéticos

Preparo
Bata tudo no liquidificador até obter uma mistura homogênea e cremosa e é só saborear.

Vitamina de coco e banana

Ingredientes
1
 copo de leite desnatado
5 amêndoas
Meia banana madura
2 colheres de sopa de coco ralado sem açúcar
Adoçante a gosto

Preparo
Junte todos os ingredientes e bata tudo no liquidificador até a mistura ficar homogênea.
Banana combina muito bem com a canela.
Se quiser, polvilhe a especiaria por cima da mistura, já no copo.

Além destas receitas fáceis, você também pode também fazer suas próprias combinações, sempre usando uma fruta, uma oleaginosa, quinoa ou aveia, leite desnatado, água ou um suco. Use sua criatividade. Não se esqueça também de consultar seu nutricionista de confiança. Aproveite seus melhores dias e seja cada vez mais feliz. Até o próximo post.