Ano Novo é aquele momento em que vibramos energia positiva e desejamos um mundo melhor. Se entendermos, no entanto, que somos uma pequena parte desse universo, e começarmos a mudança por nós mesmos, poderemos celebrar 2019 e muitos outros anos. Como fazer isso? Cuidando de si. Os números alarmantes de pessoas que enfrentam crises de ansiedade, depressão e doenças crônicas como obesidade, hipertensão e diabetes, nos tem feito perceber a importância do equilíbrio entre o corpo e a mente, objetivo alcançado com a prática de exercício físicos, a boa alimentação e o controle emocional.

Existem várias maneiras de começar: procure um nutricionista, mude hábitos alimentares, inclua alguns minutos de caminhada na sua rotina, reclame menos e tenha um pensamento positivo. Cada pequena mudança já é suficiente para você perceber a diferença; o importante é tomar consciência do que precisa ser feito e não deixar mais um ano passar em vão.

Na página do médico Drauzio Varella a médica psiquiatra Alexandrina Meleiro destaca: “Não é raro uma pessoa procurar um médico, ser examinada, fazer exames e ouvir: ‘Isso não é nada. É só emocional’. Ora, se é emocional, é alguma coisa”, afirma. Por isso, a psiquiatra afirma que não é sensato esperar que doenças como hipertensão, lesões nas coronárias e hipertrofia cardíaca se instalem para tomar uma providência. “Se existe um fator emocional que está desencadeando o desconforto, ele precisa ser valorizado. Nesses momentos, é sempre bom perguntar o que pode estar favorecendo o aparecimento dos sintomas”, diz.

Se a atenção ao emocional é fundamental, o mesmo pode ser dito sobre o corpo. Atividade física e a boa alimentação são imprescindíveis para quem busca longevidade e qualidade de vida. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, as dietas inadequadas e a falta de atividade física estão entre os principais fatores de risco para a saúde em todo o mundo. Por isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma a importância da prática regular de 30 minutos de atividade física de intensidade moderada, preferencialmente todos os dias, para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Como se isso não fosse motivo suficiente, a atividade física ainda melhora a autoestima, reduz o isolamento social, alivia o estresse, diminui a depressão, melhora a resistência física e a função pulmonar, entre outros benefícios.

Já uma dieta saudável combate a obesidade e o desenvolvimento de doenças crônicas, além de oferecer todos os nutrientes que o corpo e a mente precisam para que tenhamos a chance de ter uma vida longeva e saudável. Quem não quer um futuro assim? Como se vê, o peso de nosso estilo de vida tem um impacto enorme em nossa saúde. Se ele vai ser positivo ou negativo, quem decide é você. Feliz Ano Novo e até o próximo post!