Dançar faz tão bem à saúde física e mental que, se você ainda não é adepta (o) da prática, talvez devesse pensar na possibilidade de começar. A dança proporciona uma sensação imediata de bem-estar, já que libera os hormônios do prazer (endorfina e serotonina). Além disso, das atividades de movimento do corpo, provavelmente é a mais divertida. Dançar na terceira idade pode trazer muitos benefícios e por isso alguns médicos já recomendam a prática com o intuito de eliminar ou reduzir fatores de riscos de doenças que costumam aparecer a partir dos 65 anos. Abaixo você confere tudo de bom que a dança pode fazer por você.

– Dançar combate a depressão, já que é uma atividade que permite a socialização dos idosos. Desse modo, eles evitam o isolamento, fazem novas amizades e melhoram o humor;

– Com uma grande variedade de ritmos e intensidade, a dança é um exercício completo e uma atividade de baixo impacto. Ela exercita a coordenação motora e os músculos, auxilia no equilíbrio (o que ajuda a evitar quedas) e melhora o condicionamento físico;

– Ajuda a manter o peso: em uma hora de bolero ou valsa, por exemplo, você perde 350 calorias. Outro ponto positivo da dança em relação aos exercícios tradicionais é o seu caráter lúdico, que deixa a atividade muito mais prazerosa;

– Estudos já comprovaram a influência positiva da dança na saúde do coração e capacidade respiratória. Por isso, dançar tem como resultado uma melhora na qualidade de vida do idoso;

– Ajuda no funcionamento cerebral. Isso acontece porque a dança proporciona raciocínio e concentração, na medida que os alunos precisam memorizar e acompanhar as sequências dos passos, estimulando o aumento das conexões neurais;

– Pesquisadores de diversos países já comprovaram a eficácia da atividade em prevenir doenças neurodegenerativas, como o Parkinson e o Alzheimer;

– Melhora a qualidade do sono.

Viu só? Tem jeito mais gostoso de cuidar da sua saúde? Não vale o argumento do “eu não levo jeito para dançar”. O importante é se desafiar, dentro de seus limites, e descobrir que a vida ainda pode ter muita coisa boa a lhe oferecer.

Só não esqueça de se hidratar antes e depois da dança, manter uma boa alimentação e consultar sempre uma nutricionista. Saiba aqui o que pessoas da terceira idade devem comer antes, durante e depois de exercícios. Até o próximo post!