DicasInformaçãoNutriçãoSaúdeUncategorized

Frutas secas e oleaginosas: tradição no Natal que faz bem o ano inteiro

By dezembro 11, 2017 No Comments

Houve um tempo em que o consumo de frutas desidratadas como o damasco, as tâmaras, as ameixas, a uva-passa e oleaginosas, também chamadas de nuts, como a castanha do Pará, de caju, nozes, amêndoas, avelãs e pistache eram muito mais comuns apenas nesta época do ano. Mas, felizmente, tem sido cada vez mais fácil encontrar estes produtos nos supermercados, casas de produtos naturais, feiras e empórios. Sorte a nossa, já que frutas secas e oleaginosas formam uma parceria de sucesso e constituem uma excelente opção para matar a fome nos intervalos das refeições e de forma saudável.

As oleaginosas são ricas em gorduras “boas” e constituem uma excelente fonte de ômegas 3, 6 e 9, que são essenciais para o correto funcionamento do organismo e ainda auxiliam no controle do colesterol, principalmente na redução do colesterol ruim (LDL). Além disso, possuem proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio e elementos com propriedades antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres e seu consumo é uma boa estratégia em emagrecimento e controle de algumas doenças.

Já as frutas secas são também excelentes fontes de vitaminas, ajudam a regularizar o funcionamento do organismo e, o que é melhor, são excelentes fontes de energia. Mas, há também outros benefícios. Consumido após as refeições, o abacaxi desidratado auxilia na digestão. Já a ameixa é rica em fibras insolúveis que auxilia na obstipação intestinal. O damasco desidratado é rico em vitamina A, B1 e C. A uva-passa, por sua vez, é uma excelente fonte de potássio. Outra saborosa e excelente opção é a tâmara, com suas vitaminas do complexo B, auxilia no combate ao colesterol ruim (LDL), dilata as veias do coração e ajuda na reposição de hormônios femininos.

Outra grande vantagem das frutas secas e oleaginosas reside na validade, já que algumas podem durar até seis meses e não necessitam de refrigeração. Além disso, não ocupam espaço na bolsa e podem ser guardadas na gaveta do escritório. Com tudo isso, que tal unir estas duas categorias de alimentos e criar um mix? Um bom exemplo pode ser damasco, ameixa, tâmara, castanha do Pará, nozes e avelãs. Mas, atenção, não vale exagerar, sobretudo nas frutas secas porque têm o açúcar mais concentrado ou encher a cara de pistache enquanto toma cerveja com os amigos. Além disso, fique longe das versões salgadas ou adoçadas e prefira as versões in natura.

Não se esqueça de consultar seu nutricionista de confiança. Mantenha uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios leves.