A artrose, também conhecida como osteoartrite e osteoartrose, é uma doença que causa dor e desconforto, caracterizada por um lento e progressivo processo de desgaste da cartilagem das articulações. Entre as partes mais afetadas estão as mãos, a coluna, os joelhos e o quadril. Se não for tratada, a artrose pode causar perda progressiva do movimento. É mais comum a partir dos 60 anos de idade, no entanto, pessoas mais jovens também podem apresentar a doença, que está relacionada principalmente a excesso de peso (que aumenta a pressão nas articulações), hereditariedade, traumas (lesões no joelho, por exemplo) e exercícios com impacto repetitivo, como tênis e vôlei. Sabendo disso, já é possível saber algumas formas de combater a artrose na terceira idade. Abaixo vamos falar um pouco mais sobre o assunto.

Manter uma dieta balanceada ajuda no tratamento da artrose. Alguns alimentos têm a capacidade de controlar o nível inflamatório no corpo e aliviar as dores crônicas causadas pela doença. É o caso da cúrcuma, do gengibre, da chia, das frutas cítricas, das frutas vermelhas, além do ômega 3. O salmão é exemplo de alimento rico em ômega 3, assim como o atum. Já a cebola e o alho contêm altos níveis de fitoquímicos, que podem reduzir inflamações no corpo. Lembre-se, no entanto, que a dieta precisa ser indicada por um nutricionista.

Além disso, uma alimentação saudável ajuda a diminuir o peso. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia a obesidade é um fator causal, ou, no mínimo, agravante, da artrose nos membros inferiores (principalmente joelhos). “A redução preventiva do peso corporal faz diminuir a incidência de artrose de joelhos. Nos casos já instalados, perder peso é indicação importantíssima do tratamento”, diz o site da Associação.

No entanto, é importante ressaltar que uma dieta balanceada, por si só, não é capaz de prevenir a artrose. Por isso, é fundamental que ela esteja aliada à prática de exercícios. A caminhada e a natação são ótimas pedidas. No caso de artrose no joelho, recomenda-se andar de bicicleta, pois a atividade fortalece músculos e articulações. Não deixe, no entanto, de procurar um médico e um nutricionista para orientá-lo da forma correta.

Até o próximo post!